Rua Ernesto Moreira, Caldas da Rainha

Formas de ter sucesso com SEO no Google (On-Page)

Tudonumclic - SEO

O SEO está sempre em mudança. Sempre que acha que sabe exatamente o que o Google quer, vem uma atualização de algoritmo e atrapalha todos os seus planos. O que fazer? Sempre vai haver atualizações e melhorias no algoritmo, mas algumas táticas de SEO comprovadas serão sempre aplicáveis. Ao implementar essas táticas no seu website, aumenta as suas chances de posicionar páginas nos rankings e prepara o seu website preventivamente contra as mudanças inevitáveis do Google. Existem dois aspetos que são afetados pelas alterações no SEO: o SEO on-page e o SEO técnico. Neste artigo, vamos analisar ambos em detalhes.

SEO On-Page

Se ainda está a começar a fazer SEO ou quer fazer mudanças rápidas e cheias de impacto, concentrar os seus esforços em táticas de SEO on-page é um ótimo começo.

Aqui estão algumas dicas de SEO importantes para ter em mente na hora de preparar as suas estratégias.

1. Segmente palavras-chave de cauda longa

Palavras-chave de cauda longa são mais longas e mais específicas do que as comuns. Elas geralmente têm um volume de busca menor do que as palavras-chave mais curtas, mas podem ser muito úteis.

Um estudo recente constatou que 91,8% de todas as buscas usam palavras-chave de cauda longa. Isto foi uma grande mudança em relação aos primeiros anos da internet.

Uma razão para segmentar palavras-chave de cauda longa é que geralmente elas têm intenção de busca mais alta por serem mais específicas. Assim pode filtrar as palavras-chave até encontrar aquelas com uma forte relação com as ações que quer que os usuários façam no seu website.

Um exemplo de uma palavra-chave de cauda longa é “como posicionar resultados no Google”. Um exemplo curto seria “posição no Google”.

A intenção por trás destas variações é bem diferente. Pode ver que o usuário que digita “como posicionar resultados no Google” está a fazer uma pergunta, o que significa que ele está à procura de uma resposta direta.

Com “posição no Google”, não sabemos qual é a intenção do usuário. Talvez ele só queira saber o que essa expressão significa.

Não é sempre o caso, mas palavras-chave de cauda longa tendem a ter um volume de busca mais baixo, e consequentemente, menos concorrência. Assim, elas podem ser mais fáceis de posicionar.

Como pode usar palavras-chave de cauda longa de forma eficaz no seu conteúdo?

Não deve inserir um monte de termos de cauda longa no seu conteúdo atual e esperar que isso funcione. O efeito pode ser exatamente o oposto do que espera.

Dicas para adicionar palavras-chave de cauda longa ao seu conteúdo:

  • Defina os temas que quer abordar no seu blog.
  • Insira a frase/termo mais genérico sobre cada tema em uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave.
  • Identifique palavras-chave de cauda longa com volume de busca alto e baixa concorrência/CPC que sejam relacionadas aos temas selecionados. 
  • Filtre as suas listas de palavras-chave, deixando apenas aquelas com intenção de busca alta. Por exemplo, se tem uma empresa de cartão de crédito e um dos seus temas for “como pedir um cartão de crédito”, uma palavra-chave de cauda longa que pode segmentar seria “como pedir o seu primeiro cartão de crédito”.
  • Escreva conteúdo relevante que responda à intenção do usuário por trás da palavra-chave selecionada
Tudonumclic - Gestão de Redes Sociais

2. Use palavras-chave nos textos alternativos para imagens

O texto alternativo é uma descrição curta de uma imagem. Ele continua a ser um fator importante para os rankings, e o MozCast declara que ele ainda tem um efeito de mais de 20% sobre os resultados.

O texto alternativo tem três usos principais:

  1. Acessibilidade: O texto alternativo é lido em voz alta com o uso de um leitor de tela para usuários com deficiência visual. Infelizmente, 55% de todos os sites de e-commerce não cumprem os requisitos básicos de acessibilidade.
  2. Contexto: Quando uma imagem não é carregada numa página, o texto alternativo aparece como opção para fornecer contexto aos usuários.
  3. Otimização para motores de busca: Os rastreadores de páginas de busca usam o texto alternativo para ajudá-los a indexar imagens corretamente. O Google confirmou em 2021 que o texto alternativo “continua a ser importante para o SEO.”

Na medida em que a internet torna-se mais acessível, o algoritmo do Google também adota essa tendência. Isto significa que websites acessíveis terão prioridade em relação a websites sem acessibilidade. Afinal, quanto mais acessível for um website, maior o potencial dele para tráfego.

Dicas para usar palavras-chave em textos alternativos:

  • Pense na imagem primeiro, e depois escreva a descrição.
  • Confira se a sua descrição da imagem é natural. Não faça nada complexo.
  • Pense em formas de incorporar as suas palavras-chave segmentadas ou secundárias no texto alternativo. Por exemplo, destaque que uma imagem é uma captura de tela do processo que o seu conteúdo explicou.

3. Use palavras-chave em títulos

Quando coloca palavras-chave em títulos, está a mostrar aos motores de busca e aos usuários que o seu conteúdo satisfaz a intenção que está por trás daqueles termos de pesquisa. Assim como um índice oferece contexto para os usuários, palavras-chave em títulos oferecem contexto para os bots de páginas de busca. 

 36% dos especialistas em SEO acreditam que títulos são importantes. Mas isto não significa usar palavras-chave de forma forçada onde elas não fazem sentido.

Considere a experiência do usuário e as recomendações do Google antes de decidir onde colocar as suas palavras-chave segmentadas ou variantes. O excesso de palavras-chave deve ser evitado a qualquer custo.

Dicas para usar palavras-chave em títulos:

  • Selecione a palavra-chave segmentada no seu post para incluir nos títulos.
  • Insira a palavra-chave em uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave para encontrar outras variações.
  • Use a palavra-chave e as suas variações nos seus títulos o máximo possível (a sua meta deve ser pelo menos 40% dos títulos).
Tudonumclic - Design & Branding

4. Foque-se numa UX (experiência do usuário) incrível

Além das palavras-chave e do conteúdo, precisa considerar a experiência que os seus usuários vivem do início ao fim.

O Google considera muitos fatores ao posicionar o seu website nos rankings, e um deles é o tempo gasto na página (tempo médio na página). Quando os usuários saem da sua página segundos após entrarem, isso indica ao Google que aquele não é o conteúdo que estão à procura.

Um elemento que afeta o tempo médio na página e as taxas de bounce é quanto tempo a página leva para carregar. Uma análise de mais de 5 milhões de páginas para computadores e dispositivos móveis constatou que o tempo médio que uma página leva para carregar completamente é de 10.3 segundos em um PC e 27,3 segundos em dispositivos móveis.

Os 5 primeiros segundos do carregamento da página têm o maior impacto sobre as taxas de conversão. Cada segundo adicional que uma página leva para carregar reduz as taxas de conversão 4,42% em média a cada tentativa.

A experiência do usuário se tornou um fator de posicionamento tão importante para o Google que ele começou a aplicar a atualização principal de Experiência na Página em 2021.

Dicas para criar uma ótima UX:

  • Garanta que o conteúdo e as imagens respondem à intenção de busca de cada palavra-chave.
  • Inclua as informações mais relevantes no topo da página.
  • Reduza os tamanhos de imagens para melhorar os tempos de carregamento de cada página.
  • Deixe o conteúdo fácil de navegar, especialmente os artigos mais longos. Isso pode envolver adicionar um índice, ter títulos claros ou usar parágrafos curtos.
  • Remova os excessos, como conteúdos redundantes, e não use imagens ou fontes que distraiam.

5. Inclua múltiplos tipos de mídia

Existem algumas coisas que pode fazer que beneficiam indiretamente as suas posições nos rankings de pesquisa. Uma delas é usar múltiplos tipos de mídia no seu blog.

Além das imagens, mídia também pode incluir arquivos de áudio, vídeos, e-books e GIFs. Estes tipos de mídia são criados para gerar envolvimento, e portanto, aumentam o tempo de permanência no seu website e melhoram a experiência do usuário.

Segundo o Hubspot, vídeos são o primeiro formato de mídia mais usado na maioria das estratégias de conteúdo, superando os blogs.  Ainda, 86% dos negócios usam o vídeo marketing como ferramenta para o crescimento, e do lado dos consumidores, 84% das pessoas afirmam que assistir o vídeo de uma Marca convenceu-as a comprar um produto ou serviço.

O áudio também está a crescer, com o consumidor médio a passar mais tempo a ouvir conteúdo. Com isto, 61% das empresas também planeiam aumentar os seus orçamentos de publicidade em áudio digital.

Encontrar formas de integrar áudios e vídeos ao seu blog pode ser excelente para melhorar a experiência do usuário e aumentar o tempo de permanência em seu site. Você pode começar incluindo pequenas gravações de áudio ou vídeos curtos que simplificam conceitos complexos em posts de blog. 

Dicas para incluir mais tipos de mídia:

  • Se ainda não tiver um, crie um canal no YouTube como outro canal de marketing para construir um público.
  • Incorpore vídeos do YouTube com temas similares em posts de blog relevantes.
  • Inclua trechos de áudio de postcards relevantes que combinem com o seu tema.
  • Apresente dados e estatísticas, como visualizações de dados e outros gráficos personalizados.
Tudonumclic - Gestão de Negócios

6. Use links internos

Mencionámos acima que o Google considera o tempo médio de permanência na página ao posicionar o seu website nos rankings. Uma segunda métrica similar é o tempo de permanência em todo o seu website. Ela é mais um fator essencial para o algoritmo do Google quando se trata de posicionamento nos rankings.

Quanto mais tempo um usuário passa no seu website, mais ele avança dentro do seu funil. Adicionalmente, isso mostra aos motores de busca que o seu conteúdo tem qualidade e é relevante.

Mais de 80% dos profissionais de SEO acreditam que cada post de blog deve incluir pelo menos 2-5 links internos, e deve dedicar o mesmo tempo nas suas estratégias de links internos e externos.

Os dois passos para aumentar o tempo gasto no seu website são:

  1. Escrever conteúdo aprofundado e envolvente;
  2. Incluir links para conteúdos internos relevantes.

Ao criar links para conteúdos internos, leva os usuários mais profundamente no seu website. Isto aumenta as chances deles terem interações significativas com o seu conteúdo (ex: deixar um comentário ou partilhar um post nas redes sociais), o que por si beneficia as suas posições nos rankings de busca.

Dicas para integrar e tirar proveito de links internos:

  • Selecionar páginas com conteúdo adicional que seja relevante ao tema pelo qual o usuário o encontrou.
  • Usar textos-âncora naturais e encorajar os usuários a clicarem para ver a próxima página.
  • Evitar usar textos-âncora genéricos como “clique aqui” ou “leia mais”. Textos-âncora mais descritivos ajudam o Google a entender como indexar a sua página.
  • Como regra geral, garanta que todas as páginas mais importantes do seu website estejam a no máximo três cliques de distância da primeira página visualizada.

7. Foque-se em frases de palavras-chave do topo do funil

As três fases principais do funil são consciência, consideração e decisão.

Quando falamos sobre o topo do funil, estamos a referir-mos às frases de palavra-chave que atraem a atenção de potenciais consumidores. De fato, 95% dos profissionais do marketing criam conteúdos para as suas Marcas segmentando palavras-chave de topo do funil.

Conteúdos que segmentam estes termos têm o propósito de gerar “consciência” em torno de um tema. Eles atraem o leitor sem esperar que ele aja. Fazer o leitor agir é a função do resto do funil.

Ao focar nessas palavras-chave, está a fazer duas coisas:

  1. A alcançar um público maior, já que esses termos tendem a ter volumes de busca mais altos.
  2. A atrair usuários mais no início do processo de pesquisa.

Dicas para selecionar palavras-chave de topo do funil:

  • Selecione termos com volume de busca mais alto e concorrência de SEO mais baixa.
  • Crie uma lista de palavras-chave adicionais relacionadas aos termos que selecionou, refletindo outras fases da etapa do consumidor. Isso vai ajudá-lo a garantir que o tráfego gerado converta-se em leads e vendas.
  • Crie até três personas de cliente do topo do funil. Baseando-se nessas personas, pode garantir que cada termo de consulta combine com o tipo de consumidor para quem quer vender.
5 /5
Based on 1 rating
100%
100%
100%

Reviewed by 1 user

    • 2 meses ago

    DQ

    Wow, amazing blog format! How long have you been running
    a blog for? you made blogging glance easy. The total look of your site is
    wonderful, let alone the content! You can see similar here
    e-commerce

      • 2 meses ago

      Thank you very much for your comment
      We strive hard to share the best information with visitors. Visit us often

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service
Choose Image
error: ©Direitos Reservados !!
Abrir chat
1
O que podemos oferecer-lhe hoje?
Scan the code
Suporte Tudonumclic
Olá,
Temos sempre alguém pronto para falar consigo. Em que podemos ajudá-lo?