Rua Ernesto Moreira, Caldas da Rainha

Inglaterra proíbe produtos e embalagens de plástico de uso único

Tudonumclic - STOP plásticos

A Inglaterra proíbe produtos de plástico descartáveis. A partir de outubro, utensílios de mesa de plástico, copos de isopor e algumas embalagens de alimentos não poderão mais ser vendidos ou usados. Isso exclui embalagens para refeições prontas. A proibição aplica-se aos comerciantes em geral e comerciantes de alimentos, além de snacks bar e restaurantes. Organizações ambientais criticam isso como insuficiente. 

Tudonumclic - Notícias do Mundo

Estima-se que 2,7 bilhões de facas, garfos, copos e pratos descartáveis ​​sejam usados ​​em Inglaterra todos os anos. A maioria deles é feita de plástico. Se estivessem juntos, dariam a volta ao mundo mais de 8 vezes. O grande problema é que apenas 10% deles são reciclados. Thérèse Coffey, Secretária de Estado do Meio Ambiente, anunciou agora a proibição de produtos plásticos descartáveis. Será aplicado a partir de outubro . 

Proibição de pratos, copos, talheres e certas embalagens de plástico.

A partir de outubro de 2023, serão proibidos pratos, copos, talheres, tigelas e bandejas de plástico de uso único. O mesmo aplica-se a copos de poliestireno (por exemplo, de máquinas de venda automática) e certas embalagens de alimentos. Embalagens para refeições prontas estão isentas. No futuro, esses produtos não poderão ser vendidos nem utilizados em lojas de comércio, snacks bar ou restaurantes.

O Greenpeace critica as isenções e considera a proibição insuficiente. A organização A Plastik Planet também apela a novas medidas. Acima de tudo, eles querem igualmente a proibição de pequenas embalagens plásticas para mini-porções, como ketchup, molho de soja ou produtos cosméticos.

Produtos plásticos descartáveis: UE proíbe a produção – os fabricantes devem pagar pela limpeza.

A União Europeia já promulgou uma proibição semelhante em 2019. Ela proíbe a produção de produtos plásticos de uso único, como canudos de plástico, cotonetes e palitos de balão. Embalagens de fast-food feitas de isopor também são proibidas. 

De acordo com a diretiva para evitar produtos de plástico de uso único, todas as garrafas de plástico também devem ser feitas com pelo menos 30% de material reciclado a partir de 2023. Além disso, produtos descartáveis ​​​​particularmente prejudiciais ao meio ambiente (filtros de cigarro, balões e produtos de higiene com conteúdo de plástico) devem ser rotulados.

A proibição recai sobre os produtores, já que os fabricantes de produtos de plástico, como filtros de cigarro, redes de pesca e embalagens plásticas, devem agora contribuir com os custos da limpeza ambiental. 

A diretiva visa combater a poluição do ambiente e, sobretudo, a poluição dos oceanos.

A cada minuto, um camião de plástico chega ao mar.

Os produtos feitos de plástico são extremamente duráveis, degradam-se muito lentamente e, na maioria das vezes, de forma incompleta. Eles geralmente acabam como microplásticos nos oceanos. Se não houver mudança na forma como lidamos com produtos plásticos descartáveis, haverá mais de 12 bilhões de toneladas de plástico no meio ambiente até 2050, segundo a ONU. 

Organizações ambientais como a Green Peace estimam que um camião de plástico acaba no oceano a cada minuto. Muito disso são produtos plásticos descartáveis. Se isso continuar, haverá mais plástico do que peixes no mar até 2030.

Tradução adaptada de Artigo Patrocinado pela SCOOP.ME

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service
Choose Image
error: ©Direitos Reservados !!
Abrir chat
1
O que podemos oferecer-lhe hoje?
Scan the code
Suporte Tudonumclic
Olá,
Temos sempre alguém pronto para falar consigo. Em que podemos ajudá-lo?